Arquivo de Fevereiro, 2014

Administração de Condomínios: como lidar com o barulho

Barulho, administração de condomínios.

A administração de condomínio é um tema de enorme complexidade, se considerarmos os diversos aspectos que podem vir a causar grandes transtornos, não só ao gestor /administrador, mas também aos moradores do condomínio. Um dos detalhes mais polêmicos é, sem dúvidas, o nível de barulho produzido pelos moradores e os limites impostos pelo respeito aos direitos e à boa convivência das diversas pessoas que habitam um espaço em comum.

Barulho não é direito!

Tomemos o seguinte exemplo: caso um condomínio – ou um grupo:

  • provoque ruídos altos de maneira continuada;
  • escute música em volume muito elevado;
  • brigue com frequência;
  • aja de modo a afetar a vida de seus vizinhos, com qualquer outra atitude que implique em prejuízo da tranquilidade de convívio entre moradores;

e um ou mais moradores decidirem por reclamar formalmente – ou seja, por escrito – à administração de condomínio,  a consequência será a aplicação de multa bastante dispendiosa. É importante ressaltar que, caso haja reincidência no evento que resulte em poluição sonora, a polícia poderá ser acionada.

‘Lei do Silêncio’

Tudo isso, graças à chamada “Lei do Silêncio”, que na cidade de São Paulo, é a lei municipal Decreto 35.928/96 – que é denominada Silêncio Urbano. Segundo seus termos, 22:00h é o horário-limite para que as pessoas possam fazer quaisquer tipos de atividades que promovam perturbação da tranquilidade comum aos condomínios; haja vista que a maior parte das pessoas trabalha durante o  dia e precisa repousar à noite. Vale frisar que e o direito ao descanso do trabalhador é garantido por diversas leis brasileiras.

Por isso, a reincidência na infração pode resultar até mesmo em uma ação de indenização pelos danos causados por esse tipo de situação. Os moradores, em desacordo com as regras do condomínio, correm, por fim, risco de ser convidados a se retirar do espaço, por meio de ordem de despejo.

Empresas de administração de condomínio em São Paulo

Considerando as informações mencionadas anteriormente, é fácil concluir que lidar com a responsabilidade de uma administração de condomínio de modo pessoal não é algo simples. É necessário, inclusive, que se tenha a autoridade necessária para aplicar multas e penalidades em vizinhos – que podem até mesmo vir a ser amigos pessoais do síndico. Já imaginou, que situação complicada?

Para auxiliar nessa tarefa há, na cidade de São Paulo, diversas empresas responsáveis pela administração de condomínio.

É muito útil contar com a experiência desses profissionais que irão trazer maior tranquilidade a todos, uma vez que essas empresas de administração de condomínio em SP assumirão a responsabilidade por toda a condução de situações de conflito, incluindo questões relativas ao ruído excessivo.

Administração de condomínio: Inspeção predial é necessária.

Inspeção predial | Adaplan

Hoje podemos contar com mais de 50 mil condomínios só no Estado de São Paulo. Esses apartamentos, para a maioria das famílias, representam um patrimônio de maior importância. Por isso eles precisam estar sempre nas melhores condições para serem morados, locados ou comercializados.

O cuidado nas construções de edifícios são cuidados essenciais, o sistema de um edifício tem uma vida útil que um dia se esgota. Se não houver uma manutenção constante, os problemas irão se acumular, o condomínio desvaloriza além de surgir riscos para os moradores.

Para o síndico profissional verificar como anda o edifício, ele precisa fazer uma inspeção predial. É necessária uma vistoria na construção, verificando o estado de conservação. Esses trabalhos devem ser feitos sempre por profissionais habilitados, como engenheiro ou arquiteto. Após essa vistoria, o sindico conhecerá quais são os problemas do seu prédio e poderá estabelecer uma lista de prioridades para as correções.

Como dividir os “problemas” do seu prédio

Normalmente, para melhor se organizar os síndicos dividem os problemas em prioridades em três grupos.

No primeiro grupo, o correto é colocar os problemas mais sérios, que colocam em risco a saúde, a segurança ou a base da estrutura. No segundo grupo ficam aqueles problemas que ameaçam a funcionalidade dos equipamentos do edifício. No terceiro grupo colocam as coisas relacionadas à estética do edifício.

Ao surgir um problema, ele deve ser corrigido o mais rápido possível, para que esses problemas não cresçam e cause danos maiores. Existe também manutenção de rotina, que são geralmente feitas pela equipe do próprio condomínio, e que são supervisionadas pelo zelador.

Administração de condomínio: A área de lazer

Área de lazer | Administração de condomínios

Uma área de lazer possibilita diversão e interação entre os condôminos. Saiba alguns detalhes que uma boa administradora de condomínios deve passar para os estabelecimentos que administra:

Horários

É quase impossível que áreas de lazer como quadras, playgrounds e churrasqueiras não sejam causadores de barulho durante seu uso.

O correto então é que o condomínio limite o horário de uso em seu regulamento interno, e sinalizar com lembretes que mostram o horário de uso.

Alguns condomínios estipulam um horário para uso e um horário para uso com aparelhos sonoros, e barulhos em geral.

Piscinas

Para a área da piscina, é valido colocar placas que alertam a proibição da entrada na piscina com protetores solares, bronzeadores ou quaisquer cremes. Além de deixar a aparência da água desagradável e dificultar no tratamento da piscina, os componentes podem causar alergia nos demais usuários.

Manter certo padrão de brincadeiras, nada de “saltos acrobáticos”, principalmente quando houver mais pessoas por perto, além de evitar que se machuque evita também que molhe os outros usuários sem querer. E assim todo mundo se diverte sem problemas.

Churrasqueira

Ter bom senso no uso de aparelhos sonoros, que propagam muito mais ruído quando estão ao ar livre.
Ao terminar de usar, não deixe restos de comida e bebida após o uso, pois pode atrair ratos e insetos, causando um desconforto e interferindo na higiene de todo o condomínio.

Salão de festas

Ao realizar um evento no salão de festas, oriente seus convidados a não transitar sem necessidade pelas dependências do condomínio, para não ter reclamações dos condôminos.

O mesmo vale para aparelhos sonoros, os ruídos não devem ultrapassar os limites do salão.

Deve-se alertar ao usuário, sobre o horário de uso do salão de festas.

Essas são algumas dicas para o melhor uso da área de lazer, vale contar com a Adaplan, para melhor utilizar essas dicas!

Zelador, saiba sua função dentro de um condomínio

Zelador | Adaplan

Como diz o nome o zelador de um condomínio tem que zelar pelas atividades no condomínio. É como se fosse o chefe dos outros funcionários, e esses funcionários devem informar sobre as suas funções.

O mais correto é que o zelador tenha noção de gerenciamento de pessoas, que tenha uma lista de afazeres diários, semanais e mensais. Assim ele consegue manter os afazeres do condomínio em dia.

O Cotidiano do zelador

  • Ele deve ter uma agenda de tarefas a serem feitas diariamente, fornecida pelo síndico.
  • Checar o relógio de água.
  • Ver se os elevadores estão funcionando normalmente.

Se a limpeza esta adequada e organizada.

  • Verificar as condições das lâmpadas das áreas comuns e de elementos como casa de força, bomba de recalque, casa de máquinas, gerador, telefonia, motores do portão e das áreas de lazer, como piscina e jardim.
  • O ideal é que esse profissional se dedique para evitar que os problemas aconteçam sempre focando na manutenção preventiva dos itens e não apenas apontando para o que deve ser reparado a todo momento.
  • Esse profissional deve apresentar-se limpo, barbeado e asseado.

Habilidades necessárias

  • Prever problemas é simplesmente melhor que combate-los.
  • Noções de segurança: contra incêndio, ladrões e dengue.
  • Iniciativa: prever problemas é melhor que simplesmente combatê-los.
  • Noções de segurança: contra incêndios, ladrões, e dengue.
  • Noções de funcionamento de equipamentos para perceber problemas e lidar com prestadores de serviços.
  • Organização e planejamento são de extrema importância, para poder lidar com os funcionários e com toda a comunidade predial.
  • Noções de atendimento a condôminos e visitas externas.

Zelador é um funcionário importantíssimo dentro dos condomínios. Então vale escolher por um zelador qualificado e uma administradora de condomínios de ótima qualidade!

Como deve ser a administração de condomínios?

Síndico e Subsíndico - Adaplan

Todos devem se questionar sobre as formas que o seu condomínio é administrado, ninguém nunca sabe ao certo se a administração está sendo feita corretamente, se cada cargo esta sendo devidamente preenchido e exercido do jeito certo.

O papel do síndico

Para que alguém seja síndico, é necessária uma votação em uma assembleia feita por moradores, na qual os próprios moradores decidem quem vai ser o escolhido para o cargo de síndico do condomínio.

O síndico exerce a função de controlar os gastos, danos causados por moradores ou visitantes, ou seja, fica encarregado pelas responsabilidades penais e civis.

Subsíndico

Caso necessite de um subsíndico, é necessário também de uma assembleia para decidir, através de uma votação, na qual será decidido pela maioria quem será o subsíndico do prédio.

O subsíndico é responsável por todas as responsabilidades que o síndico é encarregado de exercer quando o síndico precisa se aposentar do cargo ou quando não estiver no condomínio naquele momento.

A administração

Uma administração de condomínio bem sucedida deve ser feita conforme todas as leis e regras impostas por condôminos, para isso é necessário muito responsabilidade e comprometimento, deixando sempre tudo em ordem para os usuários.

A decisão errada pode comprometer o condomínio e também os moradores do prédio, por exemplo, se deseja economizar em algum aspecto, porém não dá certo de alguma maneira e então é necessário ser feitos mais gastos, assim, o barato acaba saindo caro.

Administração de condomínio: Função do porteiro

Porteiro - Adaplan

Verificar as câmeras, fiscalizar a entrada e saída dos inúmeros moradores ao mesmo tempo, sem sempre cordial, estar atento a tudo que acontece. Essas são apenas algumas das inúmeras funções que são cumpridas pelos porteiros na sua rotina de trabalho.

Por incrível que pareça, existe uma visão preconceituosa em relação aos porteiros ainda, mas graças a cursos que fazem com que a imagem desses profissionais, vem melhor sendo vista.

O porteiro é fundamental é ele que organiza tudo.

Os dias de hoje

O profissional nos dias de hoje, deve-se manter atualizados de acordo com as tecnologias, portões, câmeras de segurança, interfones, estão mais sofisticados e modernos, a questão de segurança é a que o profissional deve possuir maior controle.

Características indispensáveis

  • Atenção;
  • Responsabilidade;
  • Discrição;
  • Iniciativa;
  • Gentileza;
  • Bom senso;

Com os cursos de atualização, os profissionais que já estão inseridos no mercado de trabalho agregam conhecimento e para os que estão desempregados esses cursos são de grande utilidade para conquistar uma vaga na área.

O piso é de R$ 644 e o salário aumenta conforme o valor da taxa de condomínio, o tempo de exercício da função e a complexidade do serviço. Através de uma boa
administradora de condomínio
 como a Adaplan, é possível obter maiores informações e sucesso garantido.