Arquivo de Fevereiro, 2015

Reciclagem de óleo em condomínios

Provavelmente você já deve ter se perguntado sobre o que fazer com aquele óleo de cozinha que sobra após a utilização, não é verdade? E, geralmente, você acaba jogando tudo pelo ralo e ponto final.

Mas você sabia que o óleo de cozinha se trata de um material poluente e que a melhor solução para isso é a coleta para reciclagem e reutilização?

reciclagem-de-oleo-em-condominios

E mais: 1 litro de óleo é capaz de contaminar até 1 milhão de litros de água. Isso pode acontecer quando você joga o óleo na pia da cozinha que, além dos prejuízos na água, também danifica o encanamento. Uma perda lamentável e que precisa ser analisada com muita calma e ações corretas.

E foi pensando no meio ambiente e no bem-estar das pessoas que muitos condomínios têm desenvolvido campanhas de conscientização dos moradores para promover a reciclagem do óleo usado.

Para que tal ação aconteça, não é necessária nenhuma tecnologia moderna nem gastos. A única coisa que é fundamental é a conscientização. Basta armazenar o óleo em garrafas pet ao invés de jogá-lo pelo ralo. Existem ONGs que compram este óleo, ou seja, além da preservação do meio ambiente, o condomínio ainda pode gerar uma fonte de renda que pode ser revertida para melhorias nos espaços comuns a todos os moradores.

Existem também organizações que não pagam pelo óleo armazenado, mas recolhem nos condomínios, escolas, restaurantes, comércio, indústrias, hospitais e padarias.

Por isso, é necessário implementar e perseverar na conscientização dos condôminos, pois apesar de ser um processo simples e barato, em geral as pessoas não dão a este processo o devido valor e preferem se livrar do óleo jogando-o pelo ralo.

O óleo recolhido pode ser transformado em biodiesel, sabonete ou sabão.

Quer saber mais sobre a forma de reciclagem de óleo e outros materiais? procure a administradora do condomínio e esclareça todas as suas dúvidas.

Administração de condomínio ajudando na valorização do patrimônio

Se você mora num condomínio com certeza considera o prédio onde mora como um investimento que precisa – e merece – ser valorizado. Ter um imóvel é ser dono de um bem importante e que garante a sua segurança e de sua família.

Woman painting an apartment

Só que a missão de dar valor ao seu patrimônio não é feita apenas por você. Um dos responsáveis por cuidar do seu imóvel é a administração do condomínio, mais especificamente o síndico.

E um grande obstáculo que o síndico tem que enfrentar é a desvalorização do imóvel, seja pelo desgaste, pela estética ultrapassada ou pelas oscilações do mercado de imóveis.

É comum encontrarmos prédios com apartamentos enormes, mas sem elevadores e sem estruturas capazes de receber cabos de Internet ou de TV a cabo.

Tudo isso desvaloriza o imóvel em detrimento dos empreendimentos atuais, menores, mais arrojados e capazes de receber toda a moderna tecnologia.

Por isso a missão do síndico é muito mais complexa do que se possa imaginar, pois ele tem que compensar a desvalorização territorial e tecnológica com criatividade, trabalho e conservação da estrutura e aparência do condomínio.

Ele deve estar em constante busca de melhorias e reformas para o espaço que está sob sua responsabilidade. Além disso, deve incrementar campanhas de conscientização dos moradores, criando a mentalidade de que vale a pena investir dinheiro com manutenção e conservação. Isso não deve ser visto como gasto, mas sim como valorização.

Por isso, existem alguns locais que devem ser acompanhados constantemente e devem receber manutenção periódica. São eles:

– Jardins;

– Elevadores;

– Fachadas;

– Pintura das paredes;

– Infiltração nas paredes;

– Instalações hidráulicas;

– Sistema elétrico.

Todos esses fatores influenciam na forma como as pessoas de fora enxergam o prédio e isso é determinante na valorização.

Cabe ao síndico e aos próprios moradores darem valor constante ao local onde moram. Só assim, com mudança de mentalidade e manutenção periódica, é que seu imóvel será sempre valorizado e seu preço de mercado permanecerá sempre em alta.

 

Quer saber mais sobre a valorização do seu condomínio? procure a administradora do condomínio e esclareça todas as suas dúvidas.