ENCONTRO NACIONAL DAS ADMINISTRADORAS DE CONDOMÍNIOS – ENACON 2019

 

A Adaplan esteve presente no 15º Encontro Nacional das “Administradoras de Condomínios”, realizado nos dias 10 e 11 de outubro de 2019.

Quem de alguma forma está envolvido em “administração de condomínios” deveria sempre participar de encontros e convenções dessa natureza, pois além de poder se atualizar e terem contato com outras lideranças de mercado, recebem dados e informações com uma visão mais macro da sua atividade, inseridas no contexto econômico e social do país.

E assim foi com palestras como a do jornalista Augusto Nunes e do filósofo Leandro Karnal, bem como de palestras mais técnicas e com grande relevância na atividade de administração condominial, com viés em atendimento, tecnologia, pessoas e serviços.

Aliás, em um dos painéis contou-se com a presença de representantes de “síndicos profissionais”, juristas e administradores de condomínios, com proveitoso debate sobre os limites legais e práticos ligados ao “síndico profissional”, discorrendo sobre seus aspectos negativos, como a capacidade econômica de assumir prejuízos e responsabilidades, alto valor dos honorários, bem como o lado positivo da melhora, em certos casos, do planejamento e organização financeira do condomínio.

Com mais de 40 anos no mercado de imóveis e condomínios, a “Adaplan”, tem cada vez mais a certeza de que é primordial se atualizar e inovar tecnologicamente, mas é imprescindível a busca incessante pela qualidade no atendimento às pessoas.

Anúncios

ADAPLAN REALIZA CAMPANHA DE DIA DAS CRIANÇAS

A Adaplan, com a ajuda de seus colaboradores e condomínios parceiros, arrecadou brinquedos novos e usados para o Dia das Crianças!

Os brinquedos foram doados ao Instituto C – Criança, Cuidado, Cidadão – localizado no bairro Santa Cecília, próximo à sede da Adaplan.

O Insituto C promove projetos que possibilitam às crianças e suas famílias terem acesso às políticas públicas de educação e assistência social, além de promover atendimentos psicológicos, nutricionais e de assistência à família.

 

A entrega dos brinquedos arrecadados aconteceu no encerramento do ciclo do projeto Educação em Rede, em 09/10.

 

Conheça mais sobre o Insituto C – http://www.institutoc.org.br.

Agradecemos aos doadores que participaram da nossa campanha, nos possibilitando tornar o Dia das Crianças mais alegre!

 

Fique por dentro das novas regras da Prefeitura para condomínios comercias e mistos e empresas situadas em São Paulo

lixo-blog

A Prefeitura do Município de São Paulo implantou nova sistemática rigorosa no controle e fiscalização da coleta e destinação de lixo, com base no Decreto 58.701/2019.

Os condomínios de uso misto e não residenciais (comerciais) classificados como grandes geradores de resíduos deverão se adequar.

O que são grandes geradores de resíduos para condomínios?

Segundo o Decreto 58.701 são os condomínios não residenciais e mistos cuja soma dos resíduos produzidos totalize um volume diário igual ou superior a 1.000 litros por dia. O parâmetro de medição são os sacos plásticos de lixo de 100 litros, para cada dez sacos produzidos são mil litros.

O que os condomínios grandes geradores precisam para fazer o Cadastro?

  •  requerimento anual do condomínio, conforme modelo constante do Anexo II deste decreto;
  • declaração de que o condomínio integra programa social de triagem de material reciclável e coleta seletiva de resíduos sólidos promovido por órgão público ou cooperativa de inclusão social e de coleta de recicláveis, devidamente habilitado na AMLURB, cujo volume de material reciclável a ele destinado seja igual ou superior a 10% (dez por cento) do total de resíduos sólidos gerados pelo condomínio;
  • declaração do responsável pelo programa social de triagem de material reciclável e coleta seletiva de resíduos sólidos, informando qual o volume médio diário de material reciclável fornecido pelo condomínio;
  • cópia da notificação-recibo do Imposto Predial e Territorial Urbano – IPTU de uma das unidades autônomas com uso não residencial;
  • cópia do comprovante de inscrição no CNPJ;
  • cópia da ata de assembleia de eleição do síndico, nos termos da convenção de condomínio;
  • cópia dos documentos de identificação do síndico (RG e CPF ou CNPJ);
  • cópia do documento de instituição e especificação do condomínio;
  • procuração com firma reconhecida, quando for o caso.

O cadastro deverá ser feito fisicamente das 9h às 16h – na Divisão de Cadastro da Amlurb, localizada na Rua Azurita, n°100 – Canindé – SP.

No entanto, a entrega da documentação não representa o efetivo cadastramento do requerente,  é imprescindível para realizar o cadastro que o requerente já tenha contratado empresa com cadastro regular para realizar sua coleta. A relação destas empresas encontra-se no site http://www.amlurb.sp.gov.br seção/Cadastro/Formulários.

Validade do Cadastramento e Guarda da Documentação

O Cadastramento será válido por um ano contado da data da publicação do seu deferimento no Diário Oficial do Município e na página da AMLURB na Internet, podendo ser renovado por iguais períodos, mediante o pagamento da taxa anual de R$ 228,00.

Os grandes geradores de resíduos deverão guardar a documentação e comprovantes da coleta feita, quantidade e destinação dos resíduos durante 5 (cinco) anos.

O prazo para realização do Cadastro é dia 31 de outubro de 2019.

Condôminos/proprietários de unidades autônomas de empreendimentos comerciais precisam de cadastro na AMLURB? 

Sim, a AMLURB exige o cadastro de todas as empresas situadas no Município, sendo que as empresas com média diária superior a 200 litros, serão consideradas Grandes Geradores. Salientamos que este cadastro deverá ser vinculado ao cadastro do condomínio grande gerador, visando orientar o órgão fiscalizador sobre o tratamento e destino final dos resíduos gerados.

SETEMBRO AMARELO

setembro-2019-1setembro-2019

FESTA JUNINA ADAPLAN 2019

Este ano realizamos uma Festa Junina em nossa sede, objetivando aumentar ainda mais a integração entre nossos funcionários.

Muitas brincadeiras e comidas típicas!

NOVA LEI DE PORTÕES AUTOMÁTICOS SP – CIRCULAR AABIC

C I R C U L A R I N F O R M A T I V A AABIC
São Paulo, 25 de maio de 2018.

Ref.: Lei Municipal n. 16.809, de 23 de janeiro de 2018

Em 23 de janeiro de 2018, foi promulgada a Lei Ordinária Municipal n. 16.8091, originária do Projeto de Lei n. 190/17, da Vereadora Sandra Tadeu, que dispõe sobre o funcionamento de portões e cancelas automáticas no Município de São Paulo/SP, cujas peculiaridades serão tratadas na sequência.
Visando resguardar a integridade física dos pedestres e evitar danos em veículos que trafeguem no local, o artigo 1º da lei determina que os portões e cancelas automáticos pivotantes ou basculantes não poderão se projetar para além do alinhamento do imóvel ao realizar movimentos de abertura, fechamento ou travamento. A regra é válida para casas, condomínios residenciais e estabelecimentos comerciais.
Os portões já existentes que não se enquadrarem no padrão estabelecido pelo artigo 1º deverão ser adaptados pelo proprietário ou possuidor do imóvel, nos moldes dos incisos do artigo 2º, conforme segue:
I – instalação de sensor eletrônico capaz de detectar a passagem de pessoas e veículos, obstando o prosseguimento da abertura ou fechamento;
II – instalação de sinalização sonora e luminosa 15 (quinze) segundos antes da movimentação do portão ou cancela, a fim de alertar pedestres e veículos que transitam no local;
III – adaptação do portão ou cancela a fim de que passe a ser deslizante e não se movimente para fora do alinhamento do imóvel;
IV – adaptação do portão ou cancela a fim de que se movimente para dentro do imóvel, não ocasionando risco aos pedestres que passam pelo local.

Por sua vez, o artigo 3º dispõe acerca das penalidades impostas àqueles que não cumprirem o quanto disposto nesta lei. Num primeiro momento, haverá intimação para
sanar as irregularidades em 30 (dias); caso descumprida a intimação, será aplicada multa no valor de R$ 250,00 (duzentos e cinquenta reais), replicada a cada 30 (trinta) dias, até sua efetiva regularização, atualizada nos moldes do Índice de Preços do Consumidor Amplo – IPCA, ou outro que eventualmente o substitua.
Para a adaptação dos portões e cancelas já existentes, ficou estipulado prazo de 6 meses), conforme artigo 4º da lei. Vale mencionar que, até o presente momento, não foi definido órgão que fiscalizará as adequações conforme a lei em análise.
Ato contínuo, a regulamentação do Poder Executivo, cujo prazo previsto no artigo 5º é de 60 (sessenta) dias da publicação, ainda não ocorreu. Faz-se necessário que os proprietários ou possuidores de casas, condomínios residenciais e estabelecimentos comerciais se adequem às mudanças e adaptações exigidas, a fim de regularizar portões e cancelas automáticos pivotantes ou basculantes tal qual exige a nova lei municipal, evitando futuros contratempos.
Tratando-se de condomínio edilício, recomenda-se que o assunto seja submetido à apreciação dos condomínios em assembleia geral extraordinária, constando da ordem do dia, sendo necessário quórum de maioria simples para aprovação da obra, nos moldes dos artigos 1.352 e 1.353 do Código Civil. Ante a ausência de tal deliberação e visando regularizar a situação do condomínio, poderá o síndico o fazer, conforme artigo 1.341,  §1 º, do Código Civil, vez que se trata de obra necessária.

Fonte: Jurídico AABIC

Adaplan patrocina Atleta de Ciclismo

Não é novidade que o patrocínio público e o incentivo ao esporte no Brasil não é nem de longe um exemplo mundial, ainda mais se falarmos de esportes com pouca popularidade como o caso da vela, do remo, do ciclismo, do handball, entre outros.

Nem sempre há uma lógica naquilo que nos motiva, mas certamente a motivação pode mudar vidas e contagiar pessoas, criar exemplos de vida que também poderão influenciar e motivar outras pessoas.

A ADAPLAN tem sólida tradição e conhecimento na administração de condomínios, administração de imóveis, locação e venda de imóveis, mas nenhuma ligada a esportes e eventos.

É verdade que uma administradora de condomínios deve sempre estar em movimento, se atualizando tecnológica e intelectualmente, mas não podemos abrir mão de nossa essência, que é facilitar a vida e servir pessoas, enxergando o indivíduo e apostando na “motivação” que pode gerar bons exemplos para a sociedade.

Um desses exemplos é o caso do ciclista Luis Gustavo Zanirato Euzebio, que devido sua persistência, história de vida e exemplo que dá para os que o conhecem, sensibilizou pessoalmente um dos diretores da ADAPLAN, lhe proporcionando um pequeno apoio (na medida do possível e muito longe do necessário) para que continue persistindo e fazendo a diferença.

Com muito orgulho hoje podemos dizer que Luis Gustavo, cliclista ADAPLAN, participou da L´etape de Tour de France, realizada em 24 de setembro, percorrendo os 112kms da estrada de Cunha com maestria, alcançando o honrado 24º lugar em sua categoria.

E mais recentemente foi terceiro colocado na etapa 3 da corrida Gear Up! Bike Challenge – Fast Race, realizada em São Paulo, na Marginal Pinheiros, em que Luis Gustavo percorreu 80kms.

Mantendo o ritmo em suas competições, em 25 de novembro o nosso ciclista irá participar de mais uma corrida, que será realizada em Indaiatuba, a Bike Series – Autodromo Capuava Racing, em que cada ciclista tem 3 horas para completar o maior número possível de voltas. Haja adrenalina!

A ADAPLAN não pede, nem ganha isenção de impostos por isso, pois o que nos motiva é o bem feito a quem pode futuramente retribuir o apoio à sociedade, seja incentivando outros, dando aulas, etc.

Se você se interessou pela matéria e também gostaria de ajudar com a publicidade de seu nome, fornecendo material ou patrocínio, procure-nos através do email adaplan@adaplan.com.br ou diretamente com o Luis Gustavo através do email lgeuzebio@hotmail.com  – instagram @gustavoeuzebio .

nov2017 915