Campanha #OutubroRosa

O mês de outubro é marcado em todos os canais de comunicação como um período de conscientização voltado para os tons de rosa. Mundialmente conhecido, o #OutubroRosa é um importante movimento de prevenção, diagnóstico e combate ao câncer de mama e do câncer de colo de útero atribuído às mulheres, criado pela Fundação Susan G. Komen for the Cure, teve origem na década de 90 nos Estados Unidos. O diagnóstico precoce é o maior aliado para o tratamento eficaz do câncer de mama. Quando identificado cedo pode ser tratado, impedindo que o tumor alcance outros órgãos. Não espere a doença se manifestar para valorizar a sua vida, ame-se, previna-se. A Adaplan apoia essa causa!

Independentemente de haver ou não obrigação legal, a realização de uma inspeção predial periódica é um procedimento de extrema importância para retratar o estado de conservação de um edifício.
O resultado da inspeção possibilita identificar se as manutenções preventivas e corretivas estão sendo realizadas adequadamente, quais as medidas e planejamentos necessários.
Para os síndicos é uma boa oportunidade para demonstrar o que foi realizado sob sua gestão, sem prejuízo de já poder priorizar o que deverá ser feito nas próximas.
Como referência, a ABNT criou a NBR 16.747/2020, com diretrizes e procedimentos para a realização da inspeção predial, resultando também numa forma de validação da aplicação da NBR 5.674/2012 e da aplicação e eficácia dos planos de manutenção de edificações.
A inspeção predial é mais uma ferramenta de suporte à gestão dos condomínios, no sentido de reduzir riscos relacionados à falta de acompanhamento e intervenções ao longo da vida útil de estruturas, acabamentos e outros aspectos técnicos, devendo ela ser sempre conduzida por profissional técnico habilitado e considerar itens como:

1. Segurança – estrutural, contra incêndio e no uso e operação;
2. Habitabilidade – estanqueidade, saúde, higiene, qualidade do ar, funcionalidade e acessibilidade e sustentabilidade;
3. Durabilidade e manutenibilidade, desmembrados em etapas mínimas a serem cumpridas.

  • Levantamento de dados e documentação;
  • Análise de dados e documentação;
  • Entrevista para identificação das características construtivas da edificação: idade, histórico de manutenção, intervenções, reformas e alterações de uso;
  • Vistoria sistêmica, considerando a complexidade das instalações;
  • Classificação das irregularidades;
  • Recomendação de ações para restaurar ou preservar o desempenho dos sistemas;
  • Organização das prioridades em patamares de urgência;
  • Avaliação da manutenção (conforme NBR 5.674);
  • Avaliação do uso;
  • Redação e emissão do laudo técnico de inspeção predial.

A realização das inspeções, de acordo com a norma, não tem caráter obrigatório, e sua compulsoriedade se relaciona ao conteúdo da inspeção e metodologia adotada para a edificação, com definição de históricos e periodicidades. Cabe à legislação local estabelecer a idade da edificação e periodicidade com que devem ser realizadas as inspeções prediais, não havendo ainda legislação específica no Município de São Paulo.
Uma parte da inspeção predial será sempre baseada em análise de documentos, sendo fundamental que seu arquivo esteja organizado e atualizado, em especial o plano de manutenção e seus registros.
No processo de contratação de uma inspeção, deve-se verificar se o profissional ou equipe são habilitados para a realização da inspeção predial, que requer conhecimento sobre patologias na construção civil, frisando que a vistoria deve ser baseada na abrangência e etapas mínimas padronizadas pela norma NBR-16.747.
Com o laudo de inspeção em mãos, o responsável pela edificação deve estudar e providenciar a execução dos pontos que forem apontados como críticos, conforme sua prioridade.
Acatar as sugestões de pontos de correção para melhorias pelo Laudo Técnico de Inspeção Predial também se faz necessário, uma vez que a revisão de planos e processos de manutenção, aliados à inspeção periódica, têm o intuito de preservar a saúde, segurança e conforto de todos os envolvidos no empreendimento, com foco no longo prazo, evitando surpresas desagradáveis e custos extras elevados.
Por isso que dizemos que, independentemente da obrigatoriedade legal de se realizar uma inspeção predial é inegável que sua realização traz benefícios às edificações, desde a entrega do empreendimento e durante toda sua operação e vida útil.

Fonte: AABIC – Associação das Administradoras de Bens Imóveis e Condomínios de São Paulo.

ASSEMBLEIAS E REUNIÕES: MANUAL DE COMPORTAMENTO

INTRODUÇÃO

Antes o que era uma opção para algumas empresas de perfis específicos, o home-office, hoje está se tornando um padrão, algo bem comum. Muitas empresas decidiram voltar seus esforços para que seus funcionários tivessem um desempenho igual ou superior em suas casas.
A pandemia do corona vírus (covid-19) foi a principal responsável por essa mudança, devido ao esforço para sua contenção e distanciamento social. Trabalhar de casa para grande parte da população é muito agregador, além disso, ter mais pessoas trabalhando remotamente traz impactos sociais positivos, como menos trânsito e poluição, com isso consequentemente gerando mais demanda de trabalho e naturalmente surgindo mais reuniões.
Pensando nisso, criamos um “manual de etiqueta”, para ser usado em reuniões diversas e assembleias virtuais. O objetivo desse material não é criar uma regra mas sim orientar sobre algumas características que essa modalidade traz e esclarecer diversos pontos e dúvidas para que as reuniões sejam produtivas e bem conduzidas, tornando esses eventos mais eficazes e profissionais.

ANTES DA REUNIÃO

  1. Comunicação objetiva e eficiente:

Com antecedência, informar a todos os participantes sobre data, horário e ferramentas que serão utilizadas. Conhecer a ferramenta é imprescindível para evitar atrasos na reunião e o desgaste dos demais participantes. Para as assembleias, os detalhes devem ser alinhados na pauta, recomendando-se ainda que sejam enviados/fixados no portal.

2. Preparação e realização de testes:

Antes da reunião, a preparação e organização são partes cruciais do processo. Para extrair o melhor da reunião, baixe o programa/aplicativo no computador/notebook antes do horário da reunião e evite imprevistos. Se antecipe, deixe tudo pronto antes de iniciar, 10 minutos de antecedência são o suficiente para garantir que tudo estará devidamente configurado e pronto para a reunião.
Evite tomar conhecimento das funcionalidades e características do programa momentos antes da reunião iniciar, pois problemas podem ocorrer e sua usabilidade ser afetada devido ao pouco tempo de uso. Pesquise a respeito, teste os programas/aplicativos para que você esteja sempre preparado.

3. Para o anfitrião ou responsável pela reunião:

Entre alguns minutos antes da reunião começar, para deixar tudo pronto, inclusive a câmera e a iluminação do ambiente. Esse passo é muito importante, pois evita a sensação de despreparo técnico, podendo ocasionar atrasos desnecessários por conta da falta de antecipação no preparo da reunião.

4. Ambientação e vestimenta apropriados:

Mesmo se tratando de uma “reunião virtual”, ainda é um encontro formal. Evite participar da videoconferência em lugares inapropriados como: no banheiro, sentado na cama, na área externa etc. Evite a presença de crianças, animais de estimação ou qualquer outro elemento que possa atrapalhar a produtividade da reunião. Fique atento às vestimentas muito informais, tenha bom senso.
Procure um local calmo, com iluminação e com bom sinal de internet, para garantir uma boa fluidez na condução da reunião, de preferência esteja com o computador/notebook em um superfície plana, como uma mesa por exemplo, para melhor conforto e aproveitamento da videoconferência.

5. Configurações gerais da reunião:

Lembrando mais uma vez – Faça todos os testes possíveis! Dessa forma você garante que tudo vai estar funcionando corretamente. Aqui vão algumas dicas que podem ser bem úteis:

• A melhor posição da câmera é de frente para o participante e o ideal é que o mesmo fique centralizado na tela que está sendo capturada. Evite a posição com a câmera inclinada (de baixo para cima);

• Utilize a iluminação natural ao máximo, dessa forma você evita sombras que marquem o rosto, procure usar fontes de iluminação suaves;

• Tenha cuidado com o áudio da reunião, evite ecos e ruídos. Se for realizar a reunião em uma sala vazia, pode usar o notebook;

• Fones de ouvido ajudam na qualidade do áudio de quem fala e de quem escuta, oferecendo mais conforto aos participantes já que o som está isolado e concentrado nos fones de ouvido;

• Teste a velocidade da internet, quanto melhor estiver o sinal e conexão, maior será a qualidade da sua reunião;

• Fique atento ao que transmite por vídeo! Sempre que se ausentar, feche o vídeo e o áudio do seu dispositivo para não atrapalhar os demais participantes;

• Busque equipamentos que facilitem a interação na assembleia;• Atente-se para a programação da reunião, se for acompanhar ou dividir arquivos, o acesso pelo celular pode dificultar o seu entendimento.

6. Algumas dicas para uma reunião eficiente:

• Apresentar os integrantes da reunião é de responsabilidade do moderador/anfitrião. Essa introdução e a apresentação dos participantes, são de extrema importância para criar um ambiente acolhedor e influído para condução;
• Procure deixar aberto no computador, apenas o que vier a ser utilizado na reunião, evitando problemas com exibição de informações indevidas ou que não sejam pertinentes a esse encontro no compartilhamento de tela;
• Perguntas como “O vídeo e o áudio devem estar abertos?” devem ser reforçadas na abertura da reunião, pois o alinhamento desses itens deve ser previamente definido na pauta enviada aos participantes;
• Aguarde seu momento de fala, assim você não interrompe a pessoa que está falando, gerando desconforto para quem fala e confusão para todos os demais participantes; • Seja pontual e objetivo, apresente todas as informações necessárias de forma clara e sucinta, para não prolongar a reunião. Essa dica é bem importante, pois uma reunião maçante e cansativa nunca será produtiva!;
• Esteja focado e acompanhe os assuntos tratados na reunião para não ser repetitivo ao fazer perguntas sobre temas já abordados; • A digitação está liberada em casos de confecção de ata (desativando previamente o microfone para isso). O uso de celulares, tablets, e qualquer outro dispositivo que não faça parte do equipamento da reunião deve ser evitado ao máximo. Atenda/responda mensagens apenas em casos extremamente necessários;
• Caso seja necessário se ausentar, procure o melhor momento para informar a todos sobre essa ausência, e em casos específicos, envie uma mensagem ao grupo via chat;

Reuniões, presenciais ou não, devem seguir as mesmas regras: o que você não faz na presencial, também deverá evitar na virtual, dessa forma:

– Não se alimente durante a reunião;
– Sempre aguarde o momento certo para falar, preste a devida atenção na fala de todos os participantes;
– Ao termino da reunião, questione sobre possíveis dúvidas e certifique-se de que todos os assuntos da pauta foram tratados;
– Finalizada a reunião, feche o aplicativo confirmando se foi realmente finalizado.

Seguindo essas dicas, você vai obter uma condução clara e assertiva em todas as assembleias e interações.

Boa reunião!

Dia do Porteiro

porteiro

Hoje é o dia do Porteiro, profissional que tem feito toda a diferença na vida das pessoas durante a pandemia.

A portaria é um órgão vital nos condomínios, servindo como proteção às unidades condominiais, mas também tem a função de trazer conforto e acolhimento aos moradores.  Os porteiros são imprescindíveis na condução correta do condomínio, analisando entrada de visitantes, recebendo e entregando encomendas e correspondências, e ainda auxiliando os mais idosos.

Nessa época de pandemia, em que os condomínios se tornaram os portos seguros de seus moradores, nossos heróis da portaria têm trabalhado firmemente para permitir que os condôminos fiquem em casa com segurança e conforto.

Fica aqui a Homenagem da Adaplan a todos os porteiros, que desempenham um serviço essencial à comunidade condominial! Agradecemos por tanto empenho e dedicação.

 

MANTENHA SEU CONDOMÍNIO EM DIA!

cartaz-cotas

O COVID-19 E A INADIMPLÊNCIA

1

Não é novidade e muitos têm abordado o tema sobre a inadimplência das cotas condominiais.

É notório que a quarentena decretada nos municípios e estados, apesar de necessária, traz um desastroso efeito na renda familiar, pois muitos são os que realmente não puderam trabalhar e, mesmo os que ainda estão trabalhando, estão sentindo uma sensível redução na demanda e no seu faturamento.

Também não se olvida que o reflexo disso venha rapidamente a afetar os condomínios, pois se falta produção, falta dinheiro e se falta dinheiro, certas despesas deixaram e ainda deixarão de ser pagas.

Não é de hoje que a cota condominial é a primeira a deixar de ser paga em tempos de crise, posto que além de ter um baixo custo de juros, multa e correção monetária, se comparado a outras obrigações (cartão de crédito, impostos, encargos Trabalhistas, etc), os efeitos dessa inadimplência não são, em regra, sentidos imediatamente pelo devedor, já que outros condôminos acabam por suprir a parte do inadimplente.

Todavia, situação diferente estamos vivendo com o Coronavírus, pois a pandemia e isolamento imposto acaba afetando um imensurável número de pessoas, com consequência em cadeia.

Pensando bem, o condomínio sobrevive arrecadando dos condôminos o dinheiro para pagar suas próprias despesas, ou seja, é uma grande “vaquinha” e se um não paga, os outros deverão cobrir a parte daquele que não contribuiu.

O problema está quando muitos não podem contribuir seja porque realmente não conseguem ou porque não acham justo ter que contribuir com um valor muito maior do que aquele que deveria.



E aí reside a situação de exceção que vivemos, pois o que em regra aconteceria com o condomínio e o devedor, de não sentir imediatamente os efeitos de sua inadimplência, podendo continuar a usufruir dos serviços de portaria, zeladoria, limpeza, consumindo água, energia, entre outros, até que se volte a pagar sua cota, isso agora não se aplica.

Wordpress 5

Esclarecemos: A única certeza que se tem é que a crise financeira causada pelo Coronavírus afetou a todos e também pode ser utilizada com justificativa para se deixar de pagar a cota condominial, justa ou injustamente, de modo que se o condomínio for atender a todos, autorizando eventual atrasos e parcelamentos, certamente comprometerá seu caixa e o cumprimento de suas obrigações.



Quando falamos obrigações condominiais, talvez seja muito abstrato do que se trata, por tal razão é fundamental deixarmos claro o que são tais obrigações. Por isso, pegamos os percentuais de um caso real para elucidação.

Nesse caso real, que reflete a maioria dos condomínios, têm-se que as despesas do condomínio são:

  • 66% = Salários e Encargos.

  • 10% = Consumo de água e energia elétrica.

  • 14% = Contratos de manutenção essenciais, como por exemplo: elevadores, câmeras de monitoramento, gerador, bombas, reparos hidráulicos e elétricos emergenciais.

  • 10% = Seguros, despesas administrativas, despesas bancárias, etc.

Como se vê acima, se o condomínio não conseguir arrecadar dinheiro suficiente para pagar seus funcionários, suas contas de consumo, contratos e despesas administrativas, aí sim serão sentidos de imediato seus efeitos, com abandono de postos de trabalho, já que os funcionários dependem de seus salários para comerem e do Vale Transporte para irem trabalhar.

Além disso logo se seguirão os cortes de serviços essenciais, ações trabalhistas e demais penalidades, podendo levar até à interdição condominial.



Pode parecer alarmista ou improvável que isso ocorra, mas se um condômino obtém o “direito de atrasar”, a notícia rapidamente se espalha aos outros condôminos que pleitearão um tratamento isonômico, ainda que isso cause o caos no condomínio.

Por óbvio que há sempre de se levar em consideração a situação específica de cada condomínio e de cada condômino, analisando o histórico do condômino, a veracidade dos fatos, a proposta apresentada e, sobretudo, as possibilidades fáticas e financeiras do condomínio, isso tudo sem se esquecer dos limites legais impostos.

COPIA LOGO 40 ANOS_editedWordpress 2

CORONAVÍRUS (COVID 19)

corona-blog2corona1corona2corona3corona4corona5corona6

VIVER EM CONDOMÍNIO EXIGE O SENSO DE COLETIVIDADE!

Por esse motivo, especificamente para condomínios, é recomendável:

ÁREAS COMUNS E FUNCIONÁRIOS

* Realmente redobrar a limpeza geral do condomínio, especialmente maçanetas, botoeiras, corrimãos, elevadores e halls comuns;

* Os funcionários da limpeza devem ser instruídos a usar equipamentos de proteção individual, como luvas e máscaras, pois estão muito expostos;

*  Caso algum funcionário manifeste sintomas da doença, devem comunicar imediatamente à administração e serem afastados;

* Instalar dispensers com álcool em gel (acima de 70), em áreas estratégicas: porta dos elevadores, portarias e acessos principais;

* Na limpeza geral recomenda-se: alvejantes, álcool ou produtos com hipoclorito de sódio;

* Manter os ambientes das áreas comuns bem arejados com ventilação natural (portas e janelas abertas)

* Playgrounds, bibliotecas, brinquedotecas e os brinquedos coletivos devem ser frequentemente higienizados;

* Evitar elevadores lotados, sendo recomendável que as famílias circulem sozinhas, evitando contato com outros moradores;

* Peça paciência aos moradores para o uso consciente do elevador, mas com delicadeza e sem preconceitos, pois lembre-se que o contágio também pode se dar por quem não tem sintomas aparentes;

* Cobrir boca e nariz ao tossir com os braços ou espirrar com um lenço de papel, jogando-o no lixo;

* Caso esteja doente, só circule nas áreas comuns em caso de necessidade;

* Cuidado com o manuseio do lixo, pois lenços usados e as fezes são transmissoras do vírus;

* Peça aos moradores que fechem bem os sacos e oriente a equipe de limpeza para o uso obrigatório de luvas;

* Criar um esquema, ainda que temporário, para recebimento de entregas, evitando o contato corporal na portaria, manuseio de dinheiro, se possível, postergando entregas, visitas e obras;

* Atenção redobrada nas academias e salas de ginástica! Se possível evitar sua utilização, orientar os funcionários da limpeza  e aos usuários para que façam a higienização dos aparelhos antes e depois do uso e o condomínio deve disponibilizar álcool e lenços de papel;

SÍNDICO E CORPO DIRETIVO

* Não convocar novas reuniões e assembleias, postergando o máximo possível;

* Para atendimento, pagamentos e informações, utilize os serviços disponíveis no portal da ADAPLAN ou em seu App (que pode ser baixado gratuitamente no IOS ou Playstore);

* Evite contratar serviços que não sejam emergenciais ou indispensáveis, evitando também a circulação de pessoas para realizar orçamentos e obras no condomínio;

* Se possível, oriente os condôminos e evitem locar churrasqueiras, espaços gourmets, salões de festas, e demais áreas que possam concentrar pessoas;

* Atentar-se aos funcionários acima de 60 anos ou com condições especiais de saúde, possibilitando, se caso for, seu afastamento;

AOS CONDÔMINOS

 * Atenção especial com idosos, crianças e pessoas com histórico de saúde debilitada, devendo estes evitarem circular nas áreas comuns do condomínio;

* Crianças em casa não estão de férias, por isso devem evitar ficar em áreas comuns e ter contato com idosos;

* Ao chegar em sua unidade, devem repetir os cuidados com a higiene, lavando as mãos com água e sabão por no mínimo 20 segundos, fazer o uso do álcool em gel com intervalos de no máximo duas horas;

* Evitar transportes públicos, mas se for inevitável, fugir de horários de pico e, após utilização, repita o processo de higienização, ponhas as roupas utilizadas para lavar e tome banho;

* Evite viagens, eventos, cinemas, teatros, restaurantes e aeroportos;

* Ao sair de casa, de preferência a locais abertos e sem aglomeração de pessoas;

* Se estiver doente, seja consciente, informe a administração do condomínio e adote o pleno isolamento por no mínimo 14 dias –

 

fontes:

https://www.unasus.gov.br/especial/covid19

https://www.sesipr.org.br/informacoes-sst/sesi-lanca-cartilhas-sobre-coronavirus-1-33630-433600.shtml

https://aabic.org.br/por-coronavirus-aabic-recomenda-adiamento-de-assembleias-de-condominios-em-sao-paulo/

10 minutos contra a DENGUE

dengue

Desde o ano passado, circula em São Paulo o vírus tipo 2 da dengue, que há algum tempo não estava presente no estado. A ocorrência preocupa, pois muitas pessoas nunca tiveram contato com o vírus, estando assim mais suscetíveis à infecção e a quadros mais graves da doença.

Um levantamento realizado pelo jornal Folha de São  Paulo detectou que em cada imóvel de São Paulo existem, em média, 2,5 criadouros de Aedes. Cerca de 80% dos focos estão presentes em ambientes domésticos.

Preocupada com isso, a Secretaria de Estado da Saúde tem pedido que cada cidadão faça uma pequena mudança na sua rotina, que significa muito para a saúde pública: reservar 10 minutos semanais para fazer uma varredura em suas residências, observando os pontos abaixo.

Como evitar a Dengue dentro do apartamento

Os cuidados com a Dengue não podem ficar apenas concentrados nas áreas comuns do condomínio. É importante cuidar para que todas as unidades estejam protegidas, o que é possível com apenas 10 minutos semanais. Os principais pontos de atenção são:

dengue-blog

Também pode ser usado um larvicida em pontos que acumulam até 5L de água, como Denguetech ou similar.

 

 

 

 

 

 

batalk

CAMPANHA DE DOAÇÃO NOTA FISCAL PAULISTA – INSTITUTO C

c1c3

A Adaplan se uniu ao Instituto C para ajudar famílias em situação de risco social.

Conferimos de perto o trabalho do Insituto C, localizado no centro de São Paulo, e ficamos impressionados com o trabalho realizado, apoiando e orientando famílias de crianças e adolescentes que apresentem alguma doença grave ou crônica e que vivam em situação de vulnerabilidade social, além de projetos que auxiliam o desenvolvimento e aprendizado de crianças e adolescentes.

Faça você também parte dessa rede e nos ajude a fazer o bem. É muito fácil! Siga o passo a passo acima e doe os seus créditos da Nota Fiscal Paulista ao Instituto C.

Saiba mais sobre o Insituto C em http://www.insitutoc.org.br .

Fazer o bem faz bem!